Compartilhar:

Acessibilidade

A rodoviária conta com rampas de acesso, elevadores, cadeiras de rodas e banheiros específicos para o melhor acesso para pessoas com mobilidade reduzida, deficientes e idosos.

Achados e perdidos

Localizado no piso térreo, próximo da administração do terminal. Funciona durante o horário comercial.

Caixa eletrônico

Banco do Brasil, Bradesco, Itaú e Caixa Econômica Federal.

Estacionamento

É coberto e funciona 24 horas.

Balcão de informações

Fica no saguão principal da rodoviária.

Banheiros

Sanitários femininos e masculinos gratuitos.

Área comercial

A estação conta com restaurantes, lanchonetes, loja de variedade, banca de jornal e praça de alimentação.

Sala de espera

São duas salas totalmente climatizadas com capacidade para até 210 pessoas, e um sistema de TV a cabo que cobre todos os pontos do terminal.

Sobre a Rodoviária de Ponta Grossa

A atual estrutura do Terminal Rodoviário Intermunicipal de Ponta Grossa foi inaugurada em 2008, mas foi construída no mesmo local do antigo terminal da cidade, existente desde a década de 60. São mais de três mil metros de área construída, que recebem cerca de 28 mil passageiros por mês. As 20 empresas que atendem o complexo fazem rotas de transporte intermunicipal, interestadual e internacional.

Em 2015, foi inaugurado no piso superior o restaurante da rodoviária de Ponta Grossa, que é administrado por concessão pela Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Visuais (Apadevi) da cidade. As refeições têm um preço acessível e a entidade reverte os lucros para ações relacionadas à instituição.

Localizada na região dos Campos Gerais do Paraná, Ponta Grossa é uma cidade caracterizada pela sua história. A origem e seu povoamento está diretamente ligada ao Caminho das Tropas. O nome da cidade, inclusive, tem várias histórias. Uma delas cita que é de origem geográfica, fazendo referência a uma colina de grande diâmetro coberta por um capão de mato. Segundo os estudiosos, essa colina podia ser vista de longa distância por todos aqueles que viajavam pela região. Existem relatos de que os tropeiros quando estavam chegando aos arredores, referiam-se ao lugar, afirmando: “Estamos próximos ao Capão da Ponta Grossa”.

Dona de muitas lendas, a cidade atrai turistas que gostam de história, de natureza e de desbravar a cultura local. É em Ponta Grossa que está situado o Parque Estadual Vila Velha, conhecido por ser um ambiente natural preservado, onde há esculturas naturais nas rochas de arenito. Para quem curte aventura, há a Lagoa Dourada e o Cannyon e Cachoeira do Rio São Jorge, lugares deslumbrante para programas a céu aberto.

Para quem mais aventura ainda, também há o conhecido Buraco do Padre, uma furna que apresenta em seu interior uma imponente cascata de 30m, formada pelo Rio Quebra Perna. O nome do local está ligado à história dos Padres Jesuítas que lá meditavam. Trata-se de uma espécie de anfiteatro subterrâneo e, para acessá-lo, é necessário percorrer uma trilha de 1km a pé com presença de obstáculos naturais. O acesso é fácil, mas pessoas com mobilidade limitada podem ter dificuldade em subir nas pedras.


Principais Viações
da Rodoviária de Ponta Grossa