Compartilhar:

Achados e Perdidos

Essa seção funciona junto à administração da rodoviária.

Caixa Eletrônico

01 caixa eletrônico 24 Horas, próximo ao portão de desembarque.

Guarda-volumes

Essa seção funciona junto à administração da rodoviária, próxima aos caixas eletrônicos.

Estacionamento

O estacionamento é 24 horas, mas não tem cobertura para os carros, há também espaço para embarque e desembarque de passageiros.

Área Comercial

Há lanchonetes, cafés, restaurantes, banca de jornais e revistas, bomboniere, floricultura, loja de roupas, artesanato e lan house.

Sobre a Rodoviária de Bragança Paulista

O Terminal Rodoviário de Bragança Paulista fica localizado no bairro Matadouro, próximo ao centro e às principais rodovias de saídas da cidade. Ela foi inaugurada no ano 2000 e está sob concessão da empresa administradora Terminal Rodoviário Bragança Paulista LTDA. O antigo terminal tinha sido construído em 1976, e não mais comportava o crescimento da cidade. São duas viações que fazem o trajeto, sendo elas Bragança Paulista e Catarinense. Os principais destinos são Campinas, Jundiaí e São Paulo.

A estrutura do Terminal Rodoviário de Bragança Paulista é simples e grande. Há uma grande variedade de lojas comerciais tais como lanchonetes, cafés, restaurantes, banca de jornais e revistas, bomboniere, floricultura, loja de roupas, artesanato e lan house. É possível encontrar o guarda-volumes localizado ao lado direito do caixa eletrônico 24 horas. Os sanitários, feminino e masculino, são gratuitos e ficam próximos aos bebedouros e telefones públicos. O estacionamento 24 horas, mas não tem cobertura para os carros, há também espaço para embarque e desembarque de passageiros. O ponto de táxi fica na entrada da rodoviária.

Bragança Paulista teve uma participação importante na época dos barões do café, conservando algumas fazendas como atrações turísticas. Atualmente, a sua economia é baseada em agropecuária, com plantação de batata, café e criação de suínos e bovinos, conhecida pela produção de linguiça. Ainda é sede para indústrias como a Santher, produção de papel e a Arcor, produtora alimentícia, entre outras.

Um dos cartões-postais da cidade é o Lago do Taboão, um parque onde se pode realizar caminhadas, piquenique, levar crianças para brincar ou apenas relaxar. Foi em Bragança Paulista abriga o registro de ta segunda linha de telefone do Brasil, e por esse fato foi criado o Museu do Telefone, contando um pouco da história da telefonia no país. Ele fica a apenas dois quilômetros do Terminal Rodoviário de Bragança Paulista. A cidade ainda ganhou o título de Estância Climática pelo seu clima ameno, temperaturas estáveis e ar puro. Para quem gosta de turismo de aventura, pode subir a Montanha Leite Sol, com 1125 metros de altura. A vista é incrível e a subida não é muito íngreme.